"As impossibilidades humanas são as oportunidades de DEUS". (Alejandro bullón)


Em momentos de perigo, Deus estende a sua mão - Por Fábio Capilé - 13º Artigo

Em momentos de perigo, Deus estende a sua mão - Por Fábio Capilé - 13º Artigo

 

 

Era abril de 2004 e estava recém casado em lua de mel na cidade de Fortaleza. Primeiro fomos para natal, passamos cinco dias e depois seguimos para a referida cidade. Eu e minha esposa estávamos muito contentes, pois além do sonho do enlace ainda saboriavamos aquelas lindas paisagens locais.

 

 

No sábado de noite havíamos programado que no dia seguinte, visitaríamos um centro cultural onde eram vendidos artesanatos, afinal, recém casados, sempre é hora para querer reforçar o enxoval. Assim, já bem cedinho seguimos para lá. Não tínhamos noção quanto a localização, e tínhamos como bússola a boa vontade de moradores dalí para nos instruírem quanto aos caminhos a seguirmos.

 

 

Não havíamos locado veículo, e fomos apenas com a coragem. A condução nos deixou acerca de 1 kilômetro do local, e então seguimos a pé. Era tanto entusiasmo que não reparamos a nossa volta, os estabelecimentos e as pessoas que ali moravam, focando tão e simplesmente o mercado de artesanato. 

 

 

Ao chegarmos lá, ficamos muito felizes pois havia grande diversidade de artefatos decorativos, suprindo assim todos os nossos anseios. Compramos várias obras de artesanato e artigos. Ao irmos embora, já era de tarde.

 

 

Seguimos então pela mesma rua que havíamos passado quando da vinda. Ocorreu que, após passado todo o entusiasmo, começamos a verificar que ali era ermo e rodeado de bares e prostíbulos com pessoas “mal encaradas” e embriagadas. Começamos então a andar rápido, do lado direito da calçada, rumo a um ponto de ônibus, até porque, ali não havia qualquer ponto de taxi.]

 

 

No meio do caminho, olhamos a nossa esquerda, e passamos a enxergar uma praça, rodeada por grades e ao fundo, verificamos a existência de uma gangue, de pessoas descamisadas e com objetos contundentes nas mãos, pronto para açoitar a primeira vítima. Coincidência ou não quando dirigi meus olhos a eles, como em cincronia, levantaram-se e começaram caminhar em nossa direção.

 

 

As grades contornavam a praça e seguiam até uma saída que ficava acerca de uns 50 metros há frente. Apertamos o passo, e os marginais, assim que pré-sentiram tal fato, também passaram a correr em direção ao portão de saída. Passamos a correr. O coração começou a apertar, a insegurança e sensação de impotência. Parecíamos caças prontas a serem devoradas por um animal voraz que estava prestes a sair da jaula. Tentamos adentrar a um estabelecimento, mas fomos barrados, pois ali era uma casa de prostituição.

 

 

Nesse momento então, mesmo andando, fechamos os olhos e rogamos a Deus que tivesse misericórdia de nós e nos protegesse naquele momento. Nesse momento estávamos olhando para frente e nada víamos, olhamos para o lado com a finalidade de aferir a distância dos bandidos, e constatamos que o encontro se daria dentro de no máximo vinte segundos. Contudo ao olharmos novamente para frente, dois policiais “ do nada” apareceram, subindo uma ladeira, vindo em nossa direção.

 

 

Então corremos na direção deles, explicamos a situação e eles evidenciaram que realmente aqueles meninos eram bandidos e roubariam tudo o que tínhamos, sem contar as atrocidades que fariam devido ao estado psíquico devido as drogas. Naquele instante, os policiais nos levaram até um ponto de ônibus, onde instantâneamente estava passando justo o ônibus que nós precisávamos.

 

 

Os policiais evidenciaram que estavam ali por acaso, e não sabiam o motivo pelo qual instintivamente resolveram subir aquela ladeira. Passamos a entender então que quando tudo parecer estar perdido, quando não sentirmos em nós forças para lutar, DEUS ESTENDE SUA MÃO E NOS ENVIA SEUS ANJOS DA GUARDA PARA NOS PROTEGER.

 

 

Fabio Arthur

 

 


Comentários

Data: 29-04-2011

De: Bianka Lorena

Assunto: Obrigada!

Mano, obrigada por dividir conosco essa maravilhosa experiência de vocês ao lado de Deus. Através dela podemos ver como Deus está presente todo tempo ao nosso lado, nos livrando dos perigos. Com certeza não temos noção de quantas vezes Deus nos pretege e nos livra. Mas o primeiro passo é reconhecer e ser grato por essa proteção. Espero que assim como vocês outras pessoas se sintam à vontade pra dividir conosco suas experiências! Que Deus os abençõe!

—————